odezhda dlya sobak mylovelypet.ru magazin odezhdy dlya sobak, kupit osheynik anti lay mozhno tut - osheynik-anti-lay

Que electrodoméstico gasta mais energia em casa?

Que electrodoméstico gasta mais energia em casa?

O frigorífico/combinado é o equipamento que consome mais energia na nossa habitação, de acordo com um estudo sobre eficiência energética em equipamentos e sistemas eléctricos no sector residencial, publicado pela Direcção-geral de Energia e Geologia (DGEG).

De acordo com o estudo, o frigorífico/combinado consumirá 22% do total de electricidade consumida numa habitação. Segue-se no ranking dos consumos de electricidade os sistemas de aquecimento de ambiente, com 15%, a iluminação, com 12%, o congelador, com 10% e os equipamentos audiovisuais, com 9%.

Este estudo, é preciso realçar, tem data de Abril de 2004, pelo que as conclusões podem estar já desactualizadas. Não estarão muito longe da realidade, porém, as conclusões de um estudo recente (2010), também coordenado pela DGEG, sobre distribuição do consumo de energia no alojamento por tipo de uso.

Ainda que não seja tão pormenorizado como o primeiro estudo, este relatório revela que a cozinha lidera o consumo de energia num alojamento, com 36,9%. Seguem-se o aquecimento de águas, com 31,3% e os equipamentos eléctricos, com 16,3%.

Consulte as principais conclusões de ambos os estudos:

Repartição dos consumos de electricidade pelos diferentes usos finais

22% – Frigorífico/Combinado

15% – Aquecimento ambiente

12% Iluminação

12% – Outros

10% – Congelador

9% – Audiovisuais

5% – AQS Eléctrico

5% – Máquina de Lavar Roupa

3% – Máquina de Lavar Loiça

2% – Arrefecimento Ambiente

2% – Informática

2% – Secador de Roupa

1% – Forno

Fonte: DGEG/IP – 3E, Eficiência Energética em Equipamentos e Sistemas Eléctricos no Sector Residencial, Abril 2004

Distribuição do consumo de energia no alojamento por tipo de uso

36,9% – Cozinha

31,3% – Aquecimento de águas

16,3% – Equipamentos eléctricos

6,7% – Iluminação

8,0% – Aquecimento ambiente

0,8% – Arrefecimento ambiente

Fonte: INE/DGEG – Inquérito ao consumo de energia no sector doméstico (2010)

Comentários (Facebook):

Nome

E-mail (não será publicado)

Site

Comentário

Recomendações

Blogroll