Cool Haven, a empresa de Coimbra que constrói casas económicas, ecológicas e… depois muda-as de sítio (com vídeo)

Cool Haven, a empresa de Coimbra que constrói casas económicas, ecológicas e… depois muda-as de sítio (com vídeo)

Fundada em 2009, a Cool Haven é uma empresa de Coimbra que se especializou em construir – e desconstruir – casas. A empresa diz que criou um novo conceito de casa, mais “resistente, económica e ecológica”, de construção rápida e com uma versatilidade que lhe permite alterar a dimensão – para o caso do número de residentes aumentar ou diminuir – e até ser mudada de local.

Não estamos a falar de ficção científica. A empresa está instalada no parque tecnológico de Coimbra, o iParque, e já tem algumas encomendas de França e Portugal. “O novo modelo construtivo não é comparável a uma casa pré-frabricada, uma vez que [tem uma resistência, longevidade] e versatilidade muito maior”, explicou à Lusa o co-fundador e administrador da empresa, Joaquim Rodrigues (na foto).

A Cool Haven diz que as suas casas aliam a modularidade à eco-sustentabilidade, novos sistemas de automação e domótica. A empresa candidatou-se ao QREN, em 2009, tendo recebido um investimento de €1,08 milhões.

Siga a empresa no Facebook.

A empresa tem ainda uma parceria com a Faculdade de Ciências e Tecnologias da Universidade de Coimbra, com a qual está a desenvolver um projecto de habitação modular e eco-sustentável baseadas numa necessidade urgente de habitações – moradias unifamiliares ou multifamiliares – que se adaptem às exigências modernas de conforto, economia e sustentabilidade.

Segundo Joaquim Rodrigues, este é um conceito que faz lembrar as construções Lego. As casas da Cool Haven podem, de um momento para o outro, ganharem mais divisões – caso nasça um filho – ou dividirem-se, em caso de divórcio. É que uma parte da casa poderá manter-se no local onde foi construída, enquanto a outra será transportada e reconstruída noutro local.

Outros dos benefícios é o tempo de construção: cerca de 150 metros quadrados demoram um mês a serem construídos.

Além da versatilidade, explica Joaquim Rodrigues, a Cool Haven é também “uma casa inteligente”, podendo dispor das mais recentes tecnologias de domótica, desenvolvidas, tal como outras soluções, através de parcerias com empresas e estabelecimentos de ensino e investigação, portugueses e estrangeiros, como a Universidade de Coimbra, no seio da qual o projeto foi iniciado.

A casa pode aproveitar energias renováveis, desde a solar à geotérmica, e dispor de um sistema de recuperação das águas das chuvas. “Pretendemos, não só na manutenção mas também no fabrico, construção e instalação, produzir zero de CO2”, salienta Joaquim Rodrigues.

O preço da casa Cool Haven – “a partir de valores da ordem dos €700 por metro quadrado” – varia em função das suas dimensões, equipamentos e acabamentos.

França é, para já, o mercado prioritário da Cool Haven. “É um país equilibrado e com normas muito sólidas” e se as casas Cool Haven responderem às exigências ali impostas, ficarão “muito bem colocadas para enfrentar qualquer mercado”, acredita Joaquim Rodrigues.

Comentários (Facebook):

Deixar uma resposta


4 comments

  1. Pingback: CoolHaven » Cool Haven, a empresa de Coimbra que constrói casas económicas, ecológicas e… depois muda-as de sítio

  2. Marília Saraiva Sardo

    exmos srs.
    Gostaria de saber se as vossas casa são feitas com sem projecto, e qual o valor por exemplo de um t2 (aproximadamente claro)
    atenciosamente
    Marília Sardo

  3. eduardo coragem

    gostaria de perceber se posso enviar projeto para vosso orçamento de obra?
    Aguardo resposta.

    Eduardo Coragem
    telm.: 92 506 65 69

Patrocinadores