odezhda dlya sobak mylovelypet.ru magazin odezhdy dlya sobak, kupit osheynik anti lay mozhno tut - osheynik-anti-lay

BLC 3 e Universidade do Minho preparam projecto para valorizar Queijo Serra da Estrela

BLC 3 e Universidade do Minho preparam projecto para valorizar Queijo Serra da Estrela

A BLC 3 – Plataforma para o Desenvolvimento da Região Interior Centro, a Universidade do Minho e a queijaria Casa Matias estão a desenvolver um projecto de investigação para valorizar uma das sete maravilhas da gastronomia portuguesa: o Queijo Serra da Estrela DOP.

“Um choque tecnológico e uma grande dose de inovação poderão revolucionar, por completo, um dos maiores tesouros da gastronomia portuguesa – o Queijo Serra da Estrela DOP”, explica a BLC3 em comunicado.

A iniciativa consiste no desenvolvimento de um projecto de investigação aplicada para a construção de um protótipo, que será candidatado ao QREN em Março, através do “Compete – Programa Operacional Factores de Competitividade”.

De acordo cm a BLC3, “o Queijo Serra da Estrela DOP é considerado como um dos melhores do mundo. Porém, dada a incapacidade de o valorizar junto do consumidor, tem estado sujeito a uma grande indisciplina de mercado, arriscando-se a entrar em vias de extinção”.

Neste sentido, com a finalidade de tornar a actividade lucrativa dos produtores de leite e das queijarias, que fabricam o queijo da serra da Estrela a partir de leite de ovelha da raça Bordaleira Serra da Estrela, o projecto incluirá três fases.

A primeira fase integra a criação de um “kit” analítico que diferencie o queijo produzido com o leite da raça Bordaleira Serra da Estrela daquele que incorpora leite importado de Espanha ou de outras regiões geográficas.

A segunda fase compreende a eliminação dos bolores, que dificultam a conservação do queijo após os 35 a 40 dias de cura.

Por fim, a última fase do projecto passa por apresentar o produto fatiado e embalado. As embalagens devem manter a textura do produto e permitir a sua conservação, sem bolores.

Deste modo, “o queijo, que no ano passado foi eleito como uma das sete maravilhas da gastronomia portuguesa, poderá entrar nos mercados gourmet, a que hoje não tem acesso”, garante a BLC3.

 

Comentários (Facebook):

Nome

E-mail (não será publicado)

Site

Comentário

Recomendações

Blogroll