odezhda dlya sobak mylovelypet.ru magazin odezhdy dlya sobak, kupit osheynik anti lay mozhno tut - osheynik-anti-lay

Data de validade: mito ou realidade?

Data de validade: mito ou realidade?

Para quem compra um alimento cuja embalagem tem um prazo de validade, a dúvida é sempre a mesma: será que faz mal ingeri-lo dois ou três dias depois do prazo terminar? E uma semana depois?

O Protege o que é Bom, portal da Tetra Pak, falou com Margarida Alves, do Centro Nacional de Embalagem, e chegou a algumas conclusões interessantes. Em primeiro lugar, produtos como o leite, os sumos, a água, os óleos alimentares e o vinho “deterioram-se facilmente e colocam grandes exigências à cadeia de produto”.

Em segundo lugar, e ao contrário do que se pensa, a função da embalagem não é melhorar a qualidade dos produtos alimentares, nem os conservar indefinidamente, mas sim “retardar a sua perda de qualidade, protegendo-os do meio exterior”.

Por outro lado, diferentes produtos “têm diferentes formas de determinar o prazo de validade”, pelo que são feitas análises com pequenas amostras. Ao contrário dos produtos secos, os produtos frescos ou produtos perecíveis (saladas e legumes) têm sempre um prazo de validade reduzido. Ou seja, tenha mais atenção a estas datas de validade.

Leia o artigo do Protege o que é Bom.

Até ao término do prazo de validade, os produtores e embaladores garantem as características organolépticas do produto, ou seja, as características físicas de um alimento perceptíveis através dos órgãos dos sentidos como o seu aspecto, gosto, textura, cheiro e cor. Após esse período, não existe qualquer responsabilidade por parte do produtor e embalador sobre o alimento consumido.

“O respeitar o prazo de validade servirá ao consumidor como garantia de que o produto reúne as propriedades que lhe são exigidas, quer por questões legais, quer por questões relacionadas com o grau de exigência de qualidade por parte de quem o produz ou embala”, explica Margarida Alves, que informa que o prazo de validade refere-se ao “produto embalado”, sendo que a validade “diminui” aquando da abertura da embalagem.

Está esclarecido? Se não estiver, leia estas e outras questões ligadas com as datas de validade no Protege o que é Bom.

Comentários (Facebook):

Uma resposta para “Data de validade: mito ou realidade?”

Trackbacks/Pingbacks

  1. […] minha pesquisa levou-me até um artigo da Tetra Pak  - Data de validade: Mito ou realidade – de onde retirei muita da informação que aqui deixei, e a única conclusão a que chego é […]


Nome

E-mail (não será publicado)

Site

Comentário

Recomendações

Blogroll