odezhda dlya sobak mylovelypet.ru magazin odezhdy dlya sobak, kupit osheynik anti lay mozhno tut - osheynik-anti-lay

Universitários criam máquina de lavar que não precisa de electricidade

Universitários criam máquina de lavar que não precisa de electricidade

Dois estudantes de design industrial da Universidade de Filadélfia, nos Estados Unidos, desenvolveram uma máquina de lavar roupa feita com produtos reciclados e que, se for construída em massa, poderá custar apenas €3,2 (R$8).

Chamado Up-Stream, o protótipo foi construído a pensar nas áreas do globo onde o acesso a água e electricidade são limitados. Feita com materiais reciclados fáceis de encontrar, a máquina é manual, ou seja, não precisa de electricidade para funcionar.

O único recurso necessário é a água, alguns litros. Depois há ainda uma corda de fibras plásticas, canos de água usados e uma coberta de neopreno, que vai actuar como um tira-nódoas.

O utilizador tem apenas de encher a máquina com roupas, detergente e alguma água – pouca – antes de fechar a porta. Dois pedaços da corda de plástico são depois colocados nos pés da máquina artesenal, movendo-se de baixo para cima para fazer rodar o interior do aparelho. Para remover as nódoas mais difíceis, por outro lado, basta esfregar as roupas contra o neopreno.

Uma vez acabado o processo, basta puxar a corda com muita força. Aí, o cesto roda de uma forma tão rápida que atira fora toda a água das roupas. Depois basta secá-las numa corda normal.

Dado a simplicidade dos materiais, Aaron Stathum e Eliot Covena, inventores desta máquina, acreditam que o seu preço de mercado rondará os tais €3,2 (R$8). Mas para isso é preciso que a máquina seja construída em massa.

Comentários (Facebook):

2 Respostas para “Universitários criam máquina de lavar que não precisa de electricidade”

  1. o meu diz:

    meus caros…..isso existe faz mt tempo na india :X
    de novidade tem 0! de investigaçao jornalistica ainda menos!
    epic fail is epic!

  2. António Tomé diz:

    Que média têm estes universitários?
    São / vão ser licenciados em quê?
    tiveram quantas equivalências no curso?
    Isto não é inovação, é palermice porque este tipo de “desenrasca” existe em todo o lado do mundo (muito possivelmente alguns bem mais eficiente numa qualquer tribo africana)
    eu também inventei um carro que anda sem gasolina: o chassis é aberto mesmo no sítio dos pés dos passageiros que, “só têm” de andar ou correr. Tenho também a versão hybrid ou tribrid (Gasolina/eléctrico e a pé)
    estão a ver onde pode chegar a estupidez?

Trackbacks/Pingbacks


Nome

E-mail (não será publicado)

Site

Comentário

Recomendações

Blogroll