odezhda dlya sobak mylovelypet.ru magazin odezhdy dlya sobak, kupit osheynik anti lay mozhno tut - osheynik-anti-lay

Para onde vão os carrinhos de supermercado? (com FOTOS)

Para onde vão os carrinhos de supermercado? (com FOTOS)

Este é um albergue de 60 mil carrinhos danificados, em Inglaterra, à espera de serem recuperados e enviados de volta a supermercados de toda a Europa. Em vez de se tornarem lixo, os objectos de metal são reencaminhados para esta fábrica Reviva, em Tibshelf, Derbyshire – aí são reconstruídos e enviados para dezenas de cadeias. Funcionários treinados trazem assim de volta à vida carrinhos estragados de todos os tamanhos e formas, para que possam voltar a ser usados pelos clientes.

A Reviva, que faz parte da Storetec, reciclou mais de 160 mil carrinhos de supermercado nos últimos quatro anos. Desde rodas bambas a cestos danificados, a equipa trabalha para arranjar o antigo equipamento, o que tem um impacto bastante positivo em termos económicos e ambientais.

Tony Barber, manager director da Storetec, afirma que o número de carrinhos a serem enviados para arranjo aumentou de oito mil em 2008 para mais de 60 mil em 2011 – um crescimento de 750%. Durante todo este processo, a recuperação destes equipamentos ajudou a poupar mais de 12 mil toneladas de CO2.

Ao metal é dado um acabamento de camada de protecção tripla e cada carro é equipado com novos plásticos e rodinhas, para garantir que se seguem anos de trabalho confiável.

Oferecendo uma garantia de 30 meses, a Reviva defende que estes carros são uma alternativa mais barata e amiga do ambiente do que a compra de novos. “Em última análise, isto ajuda as empresas a pouparem dinheiro em equipamento, o que significa menos custos a serem passados para o consumidor”, disse Barber.

Além disso, desta forma as empresas cumprem o seu compromisso de responsabilidade social, reduzindo a sua pegada ecológica.

As evidências mostram que, ao longo dos próximos anos, o número de empresas a optar por carrinhos reaproveitados vai crescer, à medida que as preocupações económicas e ambientais também aumentam.

O primeiro carrinho de compras foi lançado em Junho de 1937, por Sylvan Goldman, proprietário da cadeia de supermercados Piggly Wiggly, nos Estados Unidos. Hoje existem milhões espalhados por todo o mundo.

Comentários (Facebook):

Uma resposta para “Para onde vão os carrinhos de supermercado? (com FOTOS)”

  1. Kylhozy diz:

    Caros Srs.:
    Há milhares, se não milhões de deficientes físicos, que desde a compra até à utilização em casa, suportam em cada mão pesos totalmente diferentes, Chegam a ter 10 a 15 vezes mais que o outro braço. Os ortopedistas que vos expliquem os risccos que representam para a osteosporose, artroses e artritea… a não ser que estejam interessados em que isso continue asssim…
    É uma vergonha internacional não venderem carros de supermercado – se avariados indicarem mecânicos para os comporem – par que as pessoas os usem do seu automóvel até ao seu elevador ou porta de casa.
    Tenham respeito por si mesmos…se não morrerem antes chegarÃO tambem a VELHOS.
    Humanidade e boa educação. É tudo que se pede! Vejam a vergonha das fotos deste site. E como um Supermercado é uma fábrica de fazer dinheiro, em todo o mundo, juntem aos vossos dividendos, mais os da venda venda do carros que podem ser reparados e vendidos nos próprios supermercados.
    KS

Trackbacks/Pingbacks


Nome

E-mail (não será publicado)

Site

Comentário

Recomendações

Blogroll