design+ bioplástico? A junção perfeita

Quando uma cadeira em nossas casas se estraga não costumamos pensar em qual será o seu destino, ou nos processos reciclagem que aguardam por ela. Muitas das cadeiras que usamos hoje em dia estão cheias de materiais não-recicláveis, como espuma no caso de serem almofadas, ou o plástico, que não pode ser reciclado na totalidade.

Acompanhando o ciclo de vida completo destas peças de mobiliário, o designer francês Jean Louis Iratzoki criou uma cadeira biodegradável feita inteiramente a partir de bioplástico para a produtora de cadeiras Alki.

Chamada de Kuskoa Bi, a cadeira curvilínea aparenta muitas parecenças com a clássica Eames, uma das cadeiras  desenhadas para ser produzida em massa. Ambicionando conforto e estilo, Iratozoki e a Alki optaram por utilizar bioplástico para a base, para que as curvas estejam moldadas para acolher o assento.

O bioplástico é uma alternativa aos plásticos convencionais produzidos a partir de combustíveis fósseis. Uma vez que o bioplástico pode ser injectado, extrudido e termoformatado, pode também ser reciclado ou biodegradado. A sua produção emite muito menos gases com efeito de estufa, quando em comparação com a produção de plástico tradicional.  Apenas as pernas da cadeira são feitas em carvalho, produzido em florestas geridas de forma sustentável.

Comentários (Facebook):

Deixar uma resposta