O voluntariado tem cada vez mais peso no currículo

voluntariado

Na hora de procurar trabalho, a apresentação no currículo de actividades desenvolvidas no âmbito do voluntariado influencia os empregadores. Um estudo em Espanha revela que este tipo de competências aumenta em 21% a probabilidade de conseguir emprego.

Há dois anos o portal de networking Linkedin introduziu uma nova ferramenta destinada a pôr em contacto cooperantes com ONG. A iniciativa não avançou por acaso. Nos últimos anos o voluntariado tem despertado cada vez mais interesse, nomeadamente por parte dos jovens.

Os últimos números apurados pela Plataforma para o Voluntariado em Espanha indicam que o número de cooperantes disparou nos últimos anos, passando de um milhão, em 2011, para mais de três milhões na actualidade. Não por acaso a União Europeia passou também a incentivar o voluntariado através do seu programa de certificações Youthpass.

Esta tendência, que de acordo com vários observadores pode ter resultado da conjugação da crise económica com a crescente utilização da Internet para fins solidários está, segundo o último estudo realizado pela plataforma de promoção do voluntariado espanhola Reconoce, a influenciar os empregadores. Ao que este estudo apurou, as pessoas que apresentam no currículo actividades de voluntariado aumentam em 21% as hipóteses de serem contratadas e 39% das que têm emprego sentem que as horas que dedicam ao trabalho não remunerado são valorizadas pelos seus empregadores.

Foto: via Creative Commons 

Comentários (Facebook):

Deixar uma resposta


Patrocinadores

css.php