elefantes

A inauguração do primeiro santuário para elefantes da América Latina, ficou a cabo de Guida e Maia, dois elefantes a viver em cativeiro há mais de 40 anos.

Os primeiros ocupantes do espaço que quer ser uma nova esperança na vida destes animais, foram trazidos de forma ilegal da Tailândia para o Brasil, com poucas semanas, e desde então foram atracções de circos em várias cidades do país.

Com capacidade para acolher perto de 50 elefantes, o novo santuário brasileiro é obra da Internacional Global Sanctuary for Elephants, uma organização não governamental internacional que luta pela preservação desta espécie, tão prejudicada por mão humana há já muito tempo. “Os humanos têm tirado os elefantes da natureza para os oferecer como entretenimento. Precisamos de lhes dar a dignidade e o respeito que eles merecem”, alerta Scott Blais, presidente desta ONG.

Inaugurado oficialmente na passada quarta feira em Chapada dos Guimarães, Mato Grosso, o novo santuário conta com mais de 1100 hectares de terreno, o equivalente a 1540 campos de futebol.

Para já Guida e Maia são os únicos habitantes do santuário, mas no início de 2017 Ramba, um elefante salvo de um circo no Chile, irá juntar-se ao grupo. O santuário não permitirá visitas ao local para garantir a tranquilidade dos animais, mas através do site será possível acompanhar em tempo real o dia-a-dia destes elefantes.

Só no Brasil, estima-se que mais de 30 elefantes se encontram em situações de risco, seja por estarem prisioneiros de um circo ou por maus tratos em fazendas não identificadas pelo país.

Foto: Santuário Elefantes Brasil 

Comentários (Facebook):

Deixar uma resposta