cometa

Um estudo publicado esta semana na revista Science revela que as alterações climáticas que aqueceram a atmosfera da Terra há 56 milhões de anos, podem ter sido provocadas pela passagem de um cometa.

Investigadores do Rensselaer Polytechnic Institute, em Nova Iorque, encontraram provas físicas que apontam para a possibilidade de um cometa gigante ter chocado com o nosso planeta desencadeando uma reacção conhecida como máximo térmico do Paleoceno-Ecoceno, ou seja, uma onda instantânea e massiva de calor.

O aumento instantâneo da temperatura terrestre teve, nessa ocasião, um efeito devastador, destruindo biliões de seres vivos e derretendo na íntegra o gelo dos pólos.

Não estando um cometa na origem da actual subida da temperatura média do planeta, o interesse pelo estudo de um fenómeno tão remoto prende-se não com as causas, mas com as consequências das alterações climáticas. O objectivo é procurar, no ciclo evolutivo, eventuais analogias, informou a equipa responsável pelo estudo.

 Foto: via Creative Commons 

Comentários (Facebook):

Deixar uma resposta