O que se passa no Peru para 10 mil sapos morrerem nos últimos dias?

sapo-lago-titicaca

Nos últimos dias, um evento insólito está a deixar as autoridades ambientais peruanas completamente confusas: 10 mil sapos de uma espécie em vias de extinção (Telmatobius culeus) morreram subitamente, junto ao Lago Titicaca. Até ao momento ainda não foi confirmada a causa de morte para um tão elevado número de animais, mas o cada vez mais poluído Lago Titicaca é apontado como o grande responsável.

“Com base nas declarações de residentes em comunidades próximas e em amostras recolhidas poucos dias após este incidente, acreditamos que mais de 10 mil sapos foram afectados numa área que ascende os 48km”, declararam as entidades responsáveis do Peruvian National Forestry e dos serviços de vida selvagem locais.

Com um tamanho já considerável e um peso que ascende 1 kg, os sapos de água Titicaca são usados frequentemente como fonte de alimento pelas populações da região. Aliás, as autoridades locais apontam o consumo excessivo, bem como a perda de habitat, como um dos factores que levou esta espécie a uma redução drástica nos últimos anos. De acordo com os dados da União Internacional para a Conservação da Natureza (IUCN), a população do sapo do Lago Titicaca diminuiu 80% nos últimos 15 anos.

A CNN avança que as autoridades peruanas estão já a analisar amostras recolhidas no local, preparando-se para trabalhar em conjunto com especialistas do Zoo de Denver para investigar este estranho caso. E porquê o Zoo de Denver? Porque, em todo o Hemisfério Norte, o Zoo de Denver é a única instituição que ainda mantém exemplares (apenas 20!) desta espécie em sérios riscos de desaparecer num futuro muito próximo.

Foto: Kusi Seminario Behar / Creative Commons

Comentários (Facebook):

Deixar uma resposta


Patrocinadores

css.php