Nova espécie humana descoberta na Austrália

nova-especie

A novidade é avançada por um estudo agora publicado na revista Science News. O estudo defende que o ADN dos melanésios, habitantes do nordeste da Austrália, contém evidências de uma espécie humana extinta ainda desconhecida.

Para os autores do estudo estas evidências são o resultado de uma nova modelação genética.  Ryan Bohlender, geneticista da Universidade do Texas, EUA, acredita que as pessoas da Melanésia, uma região no sul do Pacífico que abrange a Papua Nova Guiné e as ilhas vizinhas, podem ser a evidência genética de uma espécie previamente desconhecida de hominídeo extinto.

De acordo com os especialistas, a espécie provavelmente não é Neandertal ou Denisovan, mas sim um terceiro tipo que ainda não foi identificado.

A relação dos humanos com os neandertais é amplamente conhecida, mas o mesmo não acontece com o hominídeo de Denisovan. Até hoje, apenas foram encontrados encontraram ossos de dedos e alguns dentes numa caverna da Sibéria em 2008.

Os especialistas afirmam que os europeus e os chineses apresentam quantidades semelhantes de ADN Neandertal- cerca de 2,8%- enquanto que os habitantes da Europa não têm qualquer traço da espécie Denisovan e os chineses têm apenas 0,1%.

Esta nova descoberta vem apoiar a existência de um terceiro grupo de hominídeos, que pode ter estado em contacto directo com os antepassados dos habitantes das ilhas do oceano Pacifico Sul.

Foto: via Creative Commons 

Comentários (Facebook):

Deixar uma resposta


Patrocinadores

css.php