8 dos animais mais assustadores do mundo

O mundo está cheio de criaturas que habitam nos seus recônditos e, como tal, são poucas vezes vistas. Apesar do seu aspecto ameaçador e capaz de causar os piores pesadelos, a maior parte destes animais é inofensivo para o ser o humano.

Conheça aqui oito dos animais mais assustadores do mundo.

1.Rato-toupeira-pelado

Apesar dos proeminentes dentes, estes animais são vegetarianos e habitam em túneis do subsolo, vindo poucas vezes à superfície. Este rato-toupeira é cego e utiliza os poucos pêlos que tem na pele como sensores.

2.Gavial

Trata-se de um crocodilo de aspecto bizarro graças ao focinho comprido. É uma espécie extremamente ameaçada, com uma população estimada em apenas 235 indivíduos. Pode ser encontrado em vários países asiáticos.

3.Morcego-de-narinas-tubulares

Se as gárgulas fossem reais este animal seria o seu parente mais próximo. O morcego-de-narinas-tubulares é uma espécie endémica da Austrália que se alimenta exclusivamente de frutos.

4.Cervo-almiscarado

Esta espécie de cervo podia perfeitamente ser parente dos vampiros, se estes existissem. São mais primitivos que os veados e habitam principalmente em regiões montanhosas da Ásia. Os seus dentes vampíricos são utilizados na verdade para impressionar as fêmeas. Quando mais velhos maiores são as presas.

5.Aie-Aie

Pode parecer um morcego mas na verdade é um primata endémico de Madagáscar. É nocturno e arborícola, possuindo um dedo mais comprido que usa para caçar larvar nos buracos das árvores.

6.Lampreia

Uma especialidade gastronómica bastante apreciada em Portugal mas de aspecto duvidoso. A lampreia é um peixe de água doce com uma boca em forma de ventosa circular com o diâmetro do corpo.

7.Peixe-olhos-de-barril

Este peixe de água salgada habita normalmente nas profundezas das águas quentes tropicais. Estes peixes possuem um fluido na cabeça que a torna transparente e permite ver o seu interior.

8.Tubarão-duende

Esta espécie habita as profundezas oceânicas pelo que raramente é avistado. Habita as águas do Pacífico, Índico e Atlântico e já foi encontrado a 1.200 metros de profundidade. Desde que foi descoberto, em 1898, apenas foram encontrados outros 36 espécimes. Pensa-se que esta seja uma das espécies mais antigas de tubarão.

Comentários (Facebook):

Deixar uma resposta