Idanha-a-Nova recebe 50 startups “verdes”

sustentabilidade

A vila de Idanha-a-Nova acolhe o “Global Entrepreneurship Week”, um evento de referência na área da inovação e do empreendedorismo. No evento, que se realiza entre domingo e o dia 15, estarão presentes 50 startups ligadas à economia verde.

O Global Entrepreneurship Week (GEW2016) é uma iniciativa promovida pelo Building Global Innovators (BGI) e EIT (European Institute of Innovation & Technology). Habitualmente realiza-se nos grandes centros urbanos europeus, mas nesta edição estreou-se nesta vila do distrito de Castelo Branco.

“Vamos ter cerca de 50 convidados entre os quais directores de startups, que vieram para o Web Summit e aproveitaram para estar presentes em Idanha-a-Nova, investidores e pessoas que se interessam pela temática”, disse hoje à agência Lusa o presidente do município de Idanha-a-Nova, Armindo Jacinto.

Durante o “GEW2016”, vai ser lançada a “I-danha Food Lab Accelerator”, uma aceleradora para a economia verde desenvolvida em parceria com a Câmara de Idanha-a-Nova, BGI, EIT e o Massachusetts Institute of Technology (MIT), “a primeira aceleradora no âmbito da economia verde lançada no espaço ibérico”, anunciou o autarca.

A “I-danha Food Lab Accelerator” tem como principal objectivo promover uma produção mais eficiente de alimentos na óptica da sustentabilidade ambiental, recapitalizar o interior do país e a agricultura, aproximar realidades urbanas e rurais, produtores e consumidores e acelerar as melhores ideias e projectos no sector agroalimentar.

Foto: Creative Commons

Comentários (Facebook):

Deixar uma resposta


Patrocinadores

css.php