Dióxido de carbono na atmosfera aumenta a um ritmo mais moderado

dioxido-de-carbono

Ainda não é possível falar de diminuição de CO2 na atmosfera, mas o ritmo a que este poluente se concentra está a diminuir. O mais curioso é que o fenómeno se regista ao mesmo tempo que as emissões produzidas pela atividade humana estão a aumentar.

 Segundo um estudo publicado esta terça-feira na revista Nature Communications este aparente paradoxo explica-se pela maior capacidade de absorção de dióxido de carbono (CO2) que a vegetação terrestre está a revelar. Os investigadores da Universidade de Berkeley, nos Estados Unidos, autores do estudo, advertiram, porém, que estas boas notícias podem ser transitórias. A pausa no aumento do CO2 pode ser temporária, sublinham, frisando também que uma maior capacidade das plantas para armazenar o gás não vai resolver o problema das alterações climáticas.

Os níveis absolutos de dióxido de carbono têm aumentado de forma constante desde a Revolução Industrial, embora se verifique uma variação anual significativa na sua subida, que têm a ver com diferenças no nível da massa vegetal.

Quantificar as mudanças na taxa de aumento de CO2 é essencial no estudo das alterações climáticas, mas este é um processo difícil devido à complexidade que rege o crescimento das plantas, e o equilíbrio entre as emissões e a absorção de dióxido de carbono. Os investigadores de Berkeley, liderados por Trevor Keenan, usaram modelos de crescimento da vegetação para determinar o equilíbrio destes processos nos últimos anos. Os resultados mostraram que o aumento do CO2 atmosférico aumentou a fotossíntese, e que o abrandamento do aumento da temperatura global reduziu a respiração das plantas – mecanismo pelo qual libertam o dióxido de carbono.

Desta observação os investigadores concluíram que a massa vegetal terrestre retirou uma quantidade maior de dióxido de carbono da atmosfera e, por isso, reduziu a taxa de acumulação desse gás, em cerca de 2,2% ao ano entre 2002 e 2014.

Foto: via Creative Commons 

Comentários (Facebook):

Deixar uma resposta


Patrocinadores

css.php