canabis

A Privateer Holdings, grupo empresarial que se dedica à indústria da canábis, anunciou na Web Summit que pretende instalar unidades fabris em Portugal. O seu presidente, Brendan Kennedy, informou já estar em negociações com o governo português.

Durante a Web Summit 2016, feira internacional de empreendedorismo, inovação e tecnologia, que terminou ontem, em Lisboa, Brendan Kennedy lembrou que a legalização da canábis para fins medicinais já é uma realidade em vários países.

A Privateer Holdings, grupo que representa, encontra-se já “em conversações” com o governo português, afirmou Brendan Kennedy. Objectivo: instalação, em Portugal, de unidades fabris transformadoras de canábis.

Segundo o empresário a Alemanha vai legalizar o uso da canábis para fins medicinais já em Janeiro do próximo ano, seguindo uma tendência que se está a observar em diversos países.

Foto: via Creative Commons 

Comentários (Facebook):

Deixar uma resposta