Prémio REN distingue o futuro da energia em Portugal

rui-gaudencio

Pedro Saraiva de Carvalho Morais de Castro, aluno da FEUP, foi o vencedor do Prémio REN 2016, com a tese “Participation of Wind Generation in Balancing Reserve Markets”. A cerimónia de entrega do Prémio REN decorreu ontem em Lisboa e contou com a presença do Ministro da Ciência Tecnologia e Ensino Superior, Manuel Heitor, do Secretário de Estado da Energia, Jorge Seguro Sanches e Dominique Ristori, Director-geral da Energia da Comissão Europeia.

Dominique Ristori foi o orador convidado da conferência “Energia: os novos desafios europeus”, integrada no Prémio REN, onde destacou, entre outros assuntos, o papel que as interligações energéticas desempenham na aproximação entre os Estados europeus e as suas populações.

Criado em 1996, o Prémio REN destina-se a premiar as melhores teses de Mestrado no âmbito da energia, realizadas por alunos das áreas de Engenharia, Economia, Matemática, Física, Química, Sistemas de Informação e Computação.

O segundo lugar foi atribuído a Jorge Miguel Pérola Filipe, da FEUP, pelo trabalho “Optimization Strategies for Pump-Hydro Storage and Wind Farm Coordination Including Wind Power Uncertainty”. O terceiro lugar ficou para André Carvalho da Silva, também da FEUP, com o tema “Utilização de Sistemas de Armazenamento de Energia para Melhoria das Condições de Estabilidade de Redes Isoladas”.

O júri, liderado por João Peças Lopes, professor catedrático da FEUP, atribuiu ainda três menções honrosas a Renata Filipa Morais Martins, aluna da UBI, Miguel Fontes Medeiros, igualmente da UBI, e José Miguel Rodrigues Gouveia, da FEUP.

Ao longo das suas 21 edições, os trabalhos premiados no âmbito do Prémio REN têm vindo a acompanhar as transformações e desenvolvimentos que têm moldado o sector da energia, a antecipar desafios, identificar questões e a propor soluções inovadoras.

 Foto: Rui Gaudêncio / via Público 

Comentários (Facebook):

Deixar uma resposta


Patrocinadores

css.php