Um hotel integrado na paisagem

Apoiado nas suas belezas naturais e proximidade de Xangai, o distrito de Songjiang, na China, é um dos mais populares destinos de férias e fins-de-semana dos turistas. A afluência de cada vez mais pessoas tem obrigado à construção de infra-estruturas que as possam acolher, mas nem sempre a sustentabilidade é levada em conta.

Não é o caso do Songjiang Hotel, porém, uma proposta de unidade turística “verde” que, apesar do seu aspecto de ficção científica, pode ajudar aquela região a mudar a sua atitude perante a responsabilidade ambiental.

Desenhado pelo reputado ateli Atkins, o hotel ficará situado numa pedreira com 100 metros de profundidade e terá na água a sua principal inspiração: serão criadas quedas de água, aquários subaquáticos e áreas verdes integradas no cenário já existente.

A unidade terá capacidade para 400 camas e vários restaurantes, cafés e áreas para desporto. O edifício utilizará energia geotérmica para o seu fornecimento eléctrico e aquecimento, e terá um telhado verde – na verdade, a pedreira ajudará a controlar o ambiente.

Ao reutilizar uma área já em desuso, o hotel minimiza o seu impacto ambiental – até porque ele ficará enquadrado na pedreira, como pode ver nas fotos. “A nossa inspiração foi a própria pedreira”, explicou Martin Jochman, responsável pelo projecto.

Comentários (Facebook):

Deixar uma resposta