Cubículos nova-iorquinos

Em tempos de crise, optar por uma habitação mais pequena pode ter múltiplas vantagens. Contudo, para muitas pessoas, as pequenas habitações são tão minúsculas que podem ser penosas. A fotógrafa Annie Ling documentou esta realidade no antigo Hangar 81, em Manhattan, Nova Iorque, onde os trabalhadores imigrantes chineses viviam em pequenos cubículos de seis metros quadrados.

Até este Hangar 81 ter sido encerrado o edifício reaproveitado estava dividido em vários cubículos que albergavam uma geração de trabalhadores chineses e que podiam ser alugados entre €72 e €145 por mês. Os apartamentos eram bastante procurados, já que a maior parte destes trabalhadores envia grande parte dos salários para a família na China, pelo que estes espaços a preços baixos eram opções atractivas.

As fotografias de Ling destacam a dor e a luta diária destes imigrantes, mas a fotógrafa consegue também retratar o engenho e o sentido de comunidade destas pessoas. Embora possa ser angustiante ver o trabalho de Ling, o Hangar 81 funcionava como uma comunidade e um sistema de suporte vital para estas pessoas.

Comentários (Facebook):

Deixar uma resposta