Fruta Feia: uma segunda oportunidade para os alimentos fora das normas chega a Matosinhos

fruta-feia-facebook

Desde que chegou ao norte do país, a cooperativa Fruta Feia já evitou que 33 toneladas de frutas e legumes em perfeitas condições acabassem nos caixotes do lixo. A cooperativa chegou a Matosinhos há cerca de um mês e está já a evitar desperdícios semanais de 1,5 toneladas.

Fruto do trabalho de 250 associados, a associação Fruta Feia tem tido um importante papel da divulgação na mensagem de que “gente bonita come fruta feia”. As frutas e legumes que todas as semanas estão à disposição dos consumidores foram recolhidos junto dos agricultores, de acordo com a época do ano.

Por um custo mais reduzido do praticado pelas grandes superfícies, os associados da Fruta Feia podem comprar frutícolas e hortícolas que não atingem o calibre, cor ou formato padronizado para o mercado. Por preços entre os €7 e os €3,5 é possível comprar um capaz com frutas e hortaliças que variam semanalmente conforme a época do ano e a oferta dos agricultores da região.

Por todo o país, a associação conta já com cerca de um milhar de associados que, todas as semanas, recebem no seu email toda a informação com os vegetais e frutas disponíveis nessa semana.

Instalada no norte do país há aproximadamente cinco meses, a Fruta Feia vende os seus cabazes no Porto na Cooperativa Povo Portuense, em Vila Nova de Gaia na Cooperativa Sol Maior, e agora todas as segundas-feiras entre as 17:00 e as 21:00 no Centro Incentivar a Partilha da Cruz de Pau em Matosinhos.

Foto: Fruta Feia Facebook

Comentários (Facebook):

Deixar uma resposta


Patrocinadores

css.php