Uma casa feita de contentores

Joseph Dupuis é um jovem investigador na área das energias renováveis que trabalha no Algonquin College em Ottawa, no Canadá. Dupuis tornou-se notícia ao decidir construir a sua casa no meio de uma floresta, a cerca de 50 quilómetros a oeste da capital e, para isso, adquiriu três contentores de exportação da Ásia.

Por cada contentor pagou cerca de €3.000 e arranjou-os de forma a criar uma habitação auto-sustentável, bem como uma pequena oficina. Esta oficina tem instalado no seu telhado vários painéis solares, que fornecem a energia necessária ao funcionamento da habitação. Actualmente, a conta mais cara que recebe é a do telefone.

Recentemente, depois de ter morado durante dois anos na habitação, Dupuis decidiu mudar-se para mais perto do centro de Ottawa, mas continua a melhorar a habitação. O próximo objectivo é adicionar um quarto contentor para criar um quarto.

Dupuis equipou ainda a habitação com um sistema de aquecimento e arrefecimento, que mantém o interior quente no inverno – as temperaturas nesta região do Canadá podem chegar aos menos 42°C – e fresco no verão. A casa, porém, não está ligada ao sistema de abastecimento de água, pelo que Dupuis fez um acordo com o vizinho mais próximo para fazer um desvio de água, que armazena num depósito atrás da cozinha. Todos os meses Dupuis para uma determinada quantia ao vizinho pelo uso da água.

“É como se a casa fosse uma experiência científica gigante e eu observo todas as reacções e modificações”, afirma o investigador.

Actualmente, Dupuis utiliza a casa aos fins-de-semana ou quando está de férias. Veja aqui como este canadiano construiu uma casa de forma barata e inteligente.

Comentários (Facebook):

Deixar uma resposta