Loulé ganhou o premio de município mais sustentável do país

SONY DSC

Loulé é o grande vencedor dos municípios mais sustentáveis de Portugal, edição de 2016. Da lista fazem também parte Cascais, Guimarães, Lousã e Pombal, entre tantas outras, que conseguiram alcançar um índice igual ou superior a 80% dos critérios a concurso.

A iniciativa Galardão Eco- Cidades Sustentáveis promovida pela Associação Bandeira Azul da Europa, visa premiar as boas práticas e políticas ambientais dos municípios portugueses.

Foram vários os critérios que deram à cidade este título. Loulé alcançou as melhores pontuações em posições como a promoção da educação, pela informação disponível aos munícipes, mobilidade sustentável e na qualidade do ar e informação ao público.

Outros municípios destacaram-se em áreas como a conservação da natureza e biodiversidade, caso de Cascais. Também Guimarães se destacou na produção e recolha selectiva de resíduos urbanos, liderando com Valongo na qualidade dos serviços de águas prestados aos utilizadores.

Na edição deste ano foram submetidas 46 candidaturas e 93,5% dos candidatos alcançou níveis acima dos 50%, limite para a atribuição da bandeira verde.

De uma forma geral há categorias onde os municípios têm mais facilidade em obter bons resultados, como na área da informação disponível aos munícipes, promoção da educação ambiental por iniciativa do município e educação e divulgação da conservação da natureza. Regra geral, os valores alcançados situam-se acima dos 70%, atingindo mesmo os 95% na qualidade de água, onde 14 municípios tiveram a nota máxima.

Do outro lado da moeda, as maiores dificuldades surgem na qualidade do ambiente sonoro, na gestação e conservação da floresta, ordenamento do território e ambiente urbano, turismo sustentável e cidadania, governança e participação, com a média de pontuação da grande maioria dos municípios com médias de pontuação abaixo dos 50%.

Foto: rosa nijhof / via Creative Commons 

Comentários (Facebook):

Deixar uma resposta


Patrocinadores

css.php