O céu de Thomas Lamadieu

Para Thomas Lamadieu o céu é uma tela. Este fotógrafo e ilustrador francês combinou as duas artes e utiliza o céu para criar as suas ilustrações. Primeiro, Lamadieu fotografa pedaços de céu que são recortados pelos edifícios e seguidamente cria ilustrações nesses espaços abertos.

Lamadieu, que é conhecido pelo nome artístico de Roots Art, vive em França, mas viaja frequentemente pelo mundo para fotografar pedaços de céu. No último ano visitou a Bélgica, Alemanha, Canadá, Estados Unidos e Coreia do Sul na sua demanda por pedaços de céu.

A ideia de começar a utilizar o céu para desenhar começou em 2011 e como explica o próprio artista, o objectivo é “mostrar uma percepção diferente da arquitectura urbana, o ambiente que nos rodeia todos os dias e o que conseguimos criar com uma imaginação sem barreiras”, explica o artista.

“A série de desenhos no céu começou como uma forma de brincar com a imaginação e mostrar como estes espaços abertos do ambiente urbano podem ser reinterpretados de maneiras diferentes e criativas. O homem de barda das minhas ilustrações personifica o próprio céu, mas o simbolismo não tem qualquer conotação religiosa”, explica o artista ao jornal britânico.

Com recurso a uma câmara com uma lente olho de peixe, para capturar imagens verticais perfeitas, Thomas Lamadieu ilustra o espaço aberto entre os edifícios com recurso ao programa Paint. A maioria das ilustrações retracta cenas surreais e personagens cómicas.

Comentários (Facebook):

Deixar uma resposta