Prémio que distingue os melhores na investigação de sistemas ecológicos atribuído pela primeira vez a um português

terra_-premio

João Carlos Marques, Professor Catedrático da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra, é o primeiro cientista português a ser distinguido com o prestigiado prémio internacional Prigogine Gold Medal, atribuído pela Universidade de Siena e pelo Wessex Institute of Technology.

O prémio agora atribuído a João Carlos Marques foi criado em 2004 em honra de Ilya Prigogine, químico russo prémio Nobel da Química em 1977, pelo seu trabalho em termodinâmica que lançou as bases da investigação moderna em teoria dos sistemas ecológicos. O Prigogine Gold Medal é atribuído anualmente a cientistas internacionalmente reconhecidos como líderes na área da Ecologia de Sistemas que, na sua investigação, utilizem os princípios da Termodinâmica dos Processos Irreversíveis em desenvolvimentos teóricos.

“Sem falsas modéstias, não estava à espera. Julgo que o prémio me terá sido atribuído, sobretudo, pelo trabalho desenvolvido durante a segunda metade da década de 1990 e primeira metade da década de 2000, em que foquei muito a minha atenção sobre a compreensão do funcionamento dos sistemas ecológicos à luz dos conceitos da termodinâmica dos processos irreversíveis”, confessa o professor catedrático da Universidade de Coimbra.

Formado em biologia marinha, João Carlos Marques foca a sua investigação em problemas relacionados com a avaliação e gestão da qualidade ambiental de ecossistemas aquáticos, “com ênfase em ecossistemas estuarinos e costeiros, envolvendo modelação ecológica, bem como o desenvolvimento e aplicação de indicadores ecológicos.”

Foto: via Creative Commons

Comentários (Facebook):

Deixar uma resposta


Patrocinadores

css.php