gas-metano

O alerta é hoje lançado por 80 cientistas de 15 países: as emissões de metano, um gás com efeito de estufa, aumentaram bastante na última década, pondo em risco a luta contra o aquecimento global.

Entre 2000 e 2006 registou-se uma ligeira diminuição nos valores de metano, mas logo na década seguinte os valores dispararam para valores dez vezes superiores. Entre 2014 e 2015 houve mesmo uma aceleração acentuada das emissões deste gás.

No artigo publicado hoje na revista cientifica Earth System Science Data, os autores do estudo defendem que os objectivos para conter o aquecimento global a 2ºC, fixados em Paris em 2015 pela comunidade internacional serão um “desafio considerável”. Esse desafio poderá ser ainda mais difícil de superar, caso não se consiga reduzir as emissões de metano de forma e eficaz.

A exploração de combustíveis fósseis e o desenvolvimento de actividades agrícolas são apontadas pelos cientistas como factores que contribuíram de forma determinante para o aumento das emissões de metano.

O metano é o segundo grande gás com efeito de estufa, a seguir ao dióxido de carbono (CO2), e contribui em 20% para o processo de aquecimento global.

Foto: via Creative Commons 

Comentários (Facebook):

Deixar uma resposta