China: decretado pela primeira vez este ano alerta máximo de poluição

Beijing.

Nos próximos cinco dias em Pequim escolas e fábricas ficarão encerradas até que o extenso manto de poluição que cobre a cidade se torne mais rarefeito. São efeitos do alerta vermelho que foi acionado pela primeira vez este ano.

A medida é extensiva a mais 22 cidades do norte da China, onde se aguarda a pior vaga de poluição atmosférica do ano. Além de infantários e escolas de ensino básico e médio também a conselho do governo algumas empresas vão alterar rotinas, prevendo-se redução de horários de funcionamento durante estes cinco dias.

O alerta vermelho, o mais alto de um sistema de quatro cores, também implica restrições ao trânsito (os carros só podem circular em dias alternados, conforme o número da matrícula) e as fábricas e estaleiros mais poluentes são obrigados a reduzir ou mesmo interromper a sua produção.

O manto de poluição deverá estender-se até Henan, província do centro da China, a cerca de 700 quilómetros da capital e às províncias de Shanxi, no noroeste, e Shandong, no nordeste, segundo o ministério chinês da Protecção Ambiental.

Foto: Holger Schinköthe / Creative Commons

Comentários (Facebook):

Deixar uma resposta


Patrocinadores

css.php