Kathleen Kilgour Centre, Nova Zelândia

Especializado no tratamento oncológico, o Kathleen Kilgour Centre é um bom exemplo de como o design dos edifícios pode ajudar a melhorar a saúde dos pacientes e levá-los a sentir-se melhor. Desenhado pela Wingate + Farquhar Architects, o hospital tem três andares e pode tratar até 600 pacientes.

Com 3.000 metros quadrados, o edifício foi construído em 2014 e tem um tecto em forma de dente de serra, que optimiza a eficiência dos painéis fotovoltaicos colocados em 450 metros quadrados do telhado. Esta opção promove ainda a maximização da luz natural e ventilação.

O hospital é revestido a aço branco, sendo que os tons verdes das janelas exteriores acabam por acrescentam cor ao interior do edifício. Um dos principais objectivos dos arquitectos foi, aliás, dar ao hospital um ambiente acolhedor – para além da luminosidade, o interior está cheio de materiais naturais, tectos altos, uma parede verde gigante. Outro dos objectivos dos arquitectos foi desenhar corredores intuitivos – é difícil alguém perder-se no Kathlenn Kilgour Centre.

Localizado na cidade de Tauranga, a clínica tem uma das maiores centrais fotovoltaicas do país e, através das suas enormes janelas – ou aberturas envidraçadas, na verdade – tem uma vista inigualável para a paisagem envolvente, incluindo para as montanhas Kaimai.

Para além de ser alimentado a energia solar, o Kathleen Kilgour Centre utiliza ainda iluminação energeticamente eficiente e armazena e reaproveita as águas pluviais.

Comentários (Facebook):

Deixar uma resposta