Gato-do-deserto

O gato-do-deserto é um pequeno felino selvagem nativo das zonas áridas do norte de África, da Arábia, Ásia central e do Paquistão. Estes gatos são curiosos e parecem-se mais com os gatos domésticos do que com os outros gatos selvagens.

Tal como os gatos domésticos, os gatos-do-deserto permanecem brincalhões durante toda a sua vida, como de gatinhos se tratassem. Mas há razões evolutivas por trás desta aparência jovial eterna. Um dos traços biológicos que contribui para o aspecto jovial são as grandes orelhas que esta espécie, que faz os gatos parecer mais jovens. Contudo, as grandes orelhas desempenham um contributo essencial para a sobrevivência do animal, já que o ajuda a detectar os predadores e as presas, uma vez que o som tende a não se propagar tão bem nas vastas extensões de terreno coberto com areia.

Infelizmente, e tal como muitas outras espécies, o gato-do-deserto está classificado como “quase ameaçado”, já que os animais são capturados para o tráfico de animais exóticos ou até mesmo caçados por lazer.

A caça desta espécie é proibida na Argélia, Irão, Israel, Cazaquistão, Mauritânia, Paquistão, Tunísia e Níger. Contudo, o Egipto, Mali, Marrocos, Omã, Arábia Saudita e Emirados Árabes Unidos não oferecem qualquer tipo de protecção legal para a espécie.

Quando em cativeiro, o gato-do-deserto é extremamente sensível a doenças respiratórias e infecções do tracto respiratório superior.

O gato-do-deserto é a espécie de gato selvagem mais pequena, com pernas curtas, cuada longa e orelhas pontiagudas. Em média medem entre 39 a 57 centímetros mais 23 a 31 centímetros de cauda e pesam entre 1,4 a 3,4 quilos.

Comentários (Facebook):

Deixar uma resposta