Reconhece uma torre de água neste edifício?

De arquitectura simples e bela, as torres de água são marcos de qualquer aldeia ou vila, visíveis a partir de vários quilómetros de distância, na maioria das vezes. Quando ficam obsoletas, no entanto, elas transformam-se num problema: o que fazer com elas, então?

Um projecto holandês contornou de forma magnífica este desafio, reabilitando a torre numa casa de nove andares. Situada na vila de Soest, a torre de 1931 foi recuperada pela Zecc Architects e é agora um modelo de arquitectura sustentável.

Para a reabilitação da estrutura foram unicamente utilizados materiais reciclados e nem um único tijolo se perdeu. Uma escadaria em serpente liga cada um dos andares, possibilitando aos residentes uma boa fonte de dispêndio de energia.

Uma janela de três andares possibilita uma iluminação natural única e resolveu o grande problema da estrutura: a ausência de janelas com dimensão suficiente para tornar a torre habitável.

Todos os quartos são circulares e a única ligação entre eles é a escadaria, o que dá à torre um aspecto medieval por dentro e fora. Finalmente, o terraço do topo também foi intervencionado de forma magnífica, como poderá ver na galeria abaixo.

Comentários (Facebook):

Deixar uma resposta