O mundo é uma bolha

 

O grupo fotográfico russo AirPano passou os últimos oito anos a viajar à volta do mundo à procura da mais icónica e abrangente fotografia de cidades como Nova Iorque, Roma ou Sydney.

Um dos objectivos do grupo é retratar as cidades como planetas redondos – um paralelismo ao próprio Planeta Terra – e, para isso, utilizou um método de fotografia aérea denominado “projecção estereográfica”. O método consiste numa manipulação da imagem em Photoshop, até que ela fique num ângulo de 360º.

As imagens da fotogaleria surgiram, ao longo dos anos, a partir de helicópteros, aviões, dirigíveis, balões de ar quente, hélio e até drones controlados por rádio. “Para fazer estas imagens tivemos que criar panoramas aéreos esféricos, mas isso não é propriamente fácil”, explicou Sergey Semenov, o coordenador do projecto. Veja o resultado final.

1.Nova Iorque (EUA)

2.Sydney (Austrália)

3.São Francisco (EUA)

4.Roma (Itália)

5.Xangai (China)

6.Veneza (Itália)

7.São Paulo (Brasil)

8.Miami (Estados Unidos)

9.Cidade do México (México)

10.Chicago (EUA)

11.Berlim (Alemanha)

12.Singapura

13.Madrid (Espanha)

14.Cannes (França)

15.Valência (Espanha)

Comentários (Facebook):

Deixar uma resposta