A Inglaterra abandonada

O Homem muda tudo durante a sua breve passagem pelo Planeta Terra, e muitos destes locais são abandonados e ficam indefesos, à medida que a natureza os reclama de volta. Há muito que os exploradores urbanos procuram casas, quintas, hotéis, fábricas ou outros locais abandonados, permitindo que a arte fotográfica lhes faça justiça como pontes entre o antigo e o moderno.

É neste limbo arquitectural que se encontram as propriedades fotografadas por Brian Wells, um britânico que passou os últimos anos à procura de infra-estruturas abandonadas da Inglaterra rural.

As fotografias revelam 24.000 quilómetros de terreno do Norfolk britânico e todo um estilo de vida que está rapidamente a desaparecer: há quintas a apodrecer, carros encostados há décadas, bombas de gasolina desactivadas e hospitais abandonados.

“As minhas fotografias realçam a beleza de algo que está estragado e que, muitas vezes, ignoramos. Sou atraído pela história dos edifícios abandonados e objectos rústicos enferrujados”, explica Wells.

“As ruinas captam a imaginação do leitor com a sua capacidade para contar histórias. Elas são janelas para as histórias humanas, quartos silenciosos com o pó a cobrir a mobília, objectos sem valor que são deixados para trás e um cheiro de algo que há muito desapareceu”, conclui.

Comentários (Facebook):

Deixar uma resposta