Depois de século e meio dados como extintos, veados estão de regresso à Serra da Lousã

veados

Durante mais de século e meio não foram vistos veados na serra da Lousã. Hoje há cerca de três mil animais na região, tudo graças ao programa de reintrodução da espécie que teve lugar entre 1995 e 2004, que devolveu a este lugar esta maravilhosa espécie animal.

Para o biólogo Carlos Fonseca, da Unidade da Vida Selvagem (UVS) do Departamento de Biologia da Universidade de Aveiro (UA) o programa foi um “sucesso” e prova disso são os três mil animais que por hoje ali vivem em estado selvagem.

Criado em 1995, este programa teve a sua área de acção repartido pelos concelhos de Lousã, Figueiró dos Vinhos, Penela, Miranda do Corvo, Góis, Castanheira de Pêra e Pampilhosa da Serra. Quando em 2004 os responsáveis deram o programa como concluído, cerca de 120 animais da zona de Caça Nacional da Contenda e da Tapada de Vila Viçosa tinham sido usados para reintroduzir o veado naquela zona.

Com três mil veados a viver em perfeita sintonia com a natureza local, os resultados da contagem deste programa foram agora publicados na revista International Journal of Biodiversity Science, Ecosystem Services & Management, onde a equipa da Universidade de Aveiro defende esta iniciativa como um caso de sucesso. E esse sucesso pode ser medido pelos elevados níveis de sustentabilidade biológica e ecológica que apresenta, bem como pelo número efectivos de animais e pela extensa área que ocupam.

Foto: Jorge Nunes / via Creative Commons

Comentários (Facebook):

Deixar uma resposta


Patrocinadores

css.php