frigorifico

O frigorífico é o electrodoméstico que mais energia consome, sobretudo por ter um uso contínuo. De acordo com dados publicados no Guia da Eficiência Energética, da Re.New.Able e Adene, 32% da electricidade consumida nas habitações portuguesas destina-se à refrigeração e congelação dos alimentos.

Todos estes dados obrigam-nos a repensar a utilização que fazemos deste electrodoméstico, tentando aumentar a sua eficiência energética. Fique com 10 conselhos práticos para que essa eficiência seja uma realidade, a curto prazo, no seu frigorífico.

10 conselhos práticos: 

1- Compre frigoríficos com etiqueta energética de classe A+ e A++. Poupam energia e dinheiro.

2- Não compre um equipamento com mais capacidade do que necessita.

3- Coloque o frigorífico ou o congelador num local fresco e ventilado, afastado de possíveis fontes de calor: radiação solar ou forno.

4- Limpe, pelo menos uma vez por ano, a parte traseira do aparelho.

5- Descongele antes que a camada de gelo atinga os 3mm de espessura. Com isto, poderá conseguir poupanças até 30%.

6- Certifique-se que as borrachas das portas estão em boas condições e fecham bem de modo a evitar perdas de frio.

7- Nunca coloque alimentos quentes no frigorífico. Se os deixar arrefecer no exterior, poupa energia.

8- Quando tira um alimento do congelador, para consumi-lo no dia seguinte, descongele-o no frigorífico em vez de no exterior. Deste modo, terá ganhos gratuitos de frio.

9- Abra a porta o menos possível e feche-a rapidamente. Evitará um gasto inútil de energia.

10- Ajuste o termostato de forma a manter a temperatura de 5ºC no compartimento do frigorífico e -18ºC no congelador.

Foto: via Creative Commons 

Comentários (Facebook):

Deixar uma resposta