Um oásis em Montmartre

Com menos de 70 metros quadrados, este apartamento no topo de um edifício do século XIX da era Haussamann em Montmartre, Paris, não tem áreas propriamente generosas. No entanto, o projecto de renovação do estúdio nova-iorqueno SABO conseguiu ganhar algum espaço para um dia-a-dia com alguma comodidade e incluiu, a bem da sustentabilidade, um jardim vertical.

A renovação – à qual o estúdio chamou de Hike – incluiu a optimização do espaço existente ao retirar todas as paredes não-estruturais para acomodar uma cozinha, um open space com uma sala de estar e jantar, do lado oposto. Há ainda espaço para uma mezzanine com um quarto de hóspedes, à qual se chega através de uma escadaria feita à medida.

Os armários encontram-se embutidos em várias partes do apartamento, existindo ainda uma parede multifuncional atrás da mezzanine. “Viver em Montmartre requer um comprometimento físico que nem todos estão dispostos a fazer. Entrar nesta casa, por outro lado, pode às vezes parecer uma conquista”, explicou Alex Delaunay, fundador do SABO.

Comentários (Facebook):

Deixar uma resposta