Lisboa, capital da arte urbana

As ruas de Lisboa são verdadeiros museus a céu aberto, cheios de criações efémeras que mudam mais rapidamente do que pensamos. E não precisamos de ir aos subúrbios ou locais abandonados para apreciar grandes graffitis”.

A frase vem em aspas porque foi retirada, palavra a palavra, no site norte-americano para viajantes Matador, que reforça. “Todas estas autênticas obras de arte podem ser descobertas mesmo no centro da capital portuguesa”, continua o site.

Muitas destas obras são-nos conhecidas e, como conta o Matador, têm como pano de fundo a criação da Galeria de Arte Urbana (GAU), em 2008, um projecto para regenerar o Bairro Alto; e o projecto CRONO – onde participaram nomes como Momo, Blu, Sam3, Os Gémeos ou Vhils.

A nossa galeria mostra alguns dos trabalhos – uns já desaparecidos, outros que permanecem na capital portuguesa.

Comentários (Facebook):

Deixar uma resposta