Uma ilha auto-sustentável

O actor e realizador norte-americano Al Sutton não é propriamente o galã mais reconhecido do mundo, mas a sua casa, ironicamente, já anda nas páginas dos jornais e sites de todo o mundo. Com a ajuda de Nick Carr, um produtor de cinema cuja função é encontrar locais para filmagens, Sutton encontrou uma rara ilha nova-iorquina com 45 por 45 metros e uma espécie de bunker de cimento.

Apesar de o espaço ser inabitável, Sutton pretende convertê-lo na sua casa, um plano que conta com a “ajuda” de 110 metros quadrados de painéis solares, suficientes para garantir a auto-suficiência energética do local.

O objectivo de Sutton é transformar a nova casa num retiro auto-sustentável.. O actor pretende ainda instalar turbinas eólicas e luzes LED para iluminar o oceano que rodeia a casa.

De acordo com o Green Tech Advocates, Sutton apaixonou-se pela ilha na sua primeira visita. “A vida das aves e toda a biodiversidade é fantástica. Vejo [a ilha] como um local para ficar inspirado por coisas diferentes, um diamante em bruto”, completou Sutton, que pretende fazer daquela casa o seu escape de férias – e a única casa privada de todas as ilhas de Nova Iorque.

A ilha, conhecida como Columbia ou até como Little Pea, foi comprada pela cadeia de media CBS em 1940, para lá instalar uma estação de transmissão. A torre começou a funcionar em Outubro de 1941, para 14 milhões de ouvintes, tendo ficado operacional até 1963. Um acidente aéreo destruiu a torre em 1967, e a ilha teve vários proprietários até ir para às mãos de Al Sutton, que a pretende renovar completamente.

Comentários (Facebook):

Deixar uma resposta