Casa hidroeléctrica futurista

Uma arquitecta londrina está a causar agitação na indústria do design, através da sua visão para uma casa aquática alimentada com energia hidroeléctrica. A Hydroelectric Tidal House de Margot Krasojevic tem como objectivo aproveitar o movimento constante e potente das ondas do mar para gerar energia.

Sendo uma ávida defensora das energias renováveis, com projectos como uma prisão hidroeléctrica e uma estação eléctrica em forma de recife de coral, Krasojevic explica que a construção da casa é baseada em duas conchas, uma interior e outra exterior. Feita em betão, a concha exterior tem o propósito de manter a casa estável e recorre a painéis fotovoltaicos para gerar energia para o interior da habitação.

A concha exterior é em alumínio e movimentar-se-á em harmonia com as marés. Esta parte interior flutuará dentro da estrutura externa à medida que a maré a atravessa. Uma vez que as marés são mais previsíveis que a energia solar, a arquitecta incluiu duas turbinas que, ao reagirem com as ondas, comprimem ar para criar uma corrente eléctrica, um funcionamento semelhante a uma turbina eólica. Uma outra parte das turbinas está equipada com ímanes que se movem ao longo de um arame de cobre criando também energia eléctrica.

“A casa hidroeléctrica é a minha última abordagem ao design, tentando incluir a energia renovável dentro de um conceito de design sustentável”, explica a arquitecta. “Acredito que é vital para os arquitectos trabalharem a um nível multidisciplinar, em particular no que toca ao planeamento de infra-estruturas e sustentabilidade”, acrescenta.

Comentários (Facebook):

Deixar uma resposta