A prova de que o lixo de uns pode ser o luxo para outros

A sala feita de lixo

O designer brasileiro Paulo Goldnstein aceitou a proposta de Jeremy Hill, reitor da Faculdade Central Saint Martins College of Art and Design, e lançou o Scarcity Project, uma ideia que pretende demonstrar que se pode fazer de tudo a partir do lixo, até uma sala.

Paulo contou com ajuda de uma equipa que percorreu a cidade de Londres, durante cinco dias, à procura dos artefatos que precisavam para a reciclagem criativa: 10 cadeiras, uma mesa grande e alguns metros de cordas multicoloridas e pedaços de madeira.

Paulo recorrerou aos materiais descartados nas ilhas de lixo da cidade para construir aquela que já é a sala de visitas “ilustres” da Instituição,  e o resultado final mostra que, ao invés de comprar coisas novas, é possível dar uma nova vida ao que já existe e foi utilizado.

“Num tempo em que é possível comprar coisas baratas, deitá-las fora e comprar de novo, consertar com as próprias mãos um objecto é um acto político”, explica o designer.

Segundo ele, é preciso questionar a velha máxima de que as “necessidades humanas são ilimitadas” e manter o foco da discussão em como usar os “meios limitados para satisfazer as necessidades humanas”.

Veja aqui algumas fotos deste projecto inspirador!

Comentários (Facebook):

Deixar uma resposta


Patrocinadores

css.php