China: floresta tropical vertical irá produzir 132 kg de oxigénio diariamente

floresta tropical vertical

Os planos do projecto de arquitectura de Stefano Boeri Architetti são enormes. Este atelier de arquitectura quer revolucionar a forma como as grandes metrópoles encaram a construção das suas infra-estruturas, em especial os grandes prédios. Assim nesta floresta tropical, dividida em duas enormes torres, haverá lugar para 1.100 árvores de 23 espécies locais, bem como 2.500 arbustos e plantas que cobrirão os 6 mil metros quadrados dos edifícios.

Equipado com uma biodiversidade fora do comum, estas duas torres terão funções empresarias, culturais e habitacionais, e irão produzir cerca de 132 quilos de oxigénio por dia, quantidade esta que terá um impacto positivo na diminuição dos altos níveis de poluição do país.

Com 119 metros de altura, a torre mais alta deste complexo terá escritórios, um museu, uma escola de arquitectura verde e um ginásio no último piso. Quanto à outra torre, com 107 metros de altura estará equipada com cerca de 250 quartos e uma piscina no topo do prédio.

Com data de conclusão do projecto estimada para meados de 2018, estas torres verdes serão pioneiras neste tipo de arquitectura, que tenta aliar a construção com uma vertente ambiental mais sustentável. Para o futuro, o atelier de Stefano Boeri tem já planos para avançar com outros projectos de florestas verticais, levando este conceito para cidades como Xangai, Guizhou, Shijiazhuang, Liuzhou e Chongqing.

Foto: Stefano Boeri Architetti

Comentários (Facebook):

Deixar uma resposta


Patrocinadores

css.php