Quando o lixo se torna irritante

Tommy Kleyn é um habitante da Holanda que, tal como muitos outros neerlandeses, vai de bicicleta para o trabalho. Certo dia reparou que o percurso que fazia todos os dias – uma ciclovia junto à margem de um rio – estava bastante poluído. Ao ver aquele cenário sucessivamente irritou-se e decidiu pôr termo àquela triste situação.

“Todos os dias vou de bicicleta para o trabalho por uma via junto ao rio. É um percurso agradável, excepto numa parte, que estava coberta com garrafas de plástico e outros detritos do material”, conta Kleyn.

Foi então que decidiu pôr mãos à obra e acabar com aquele cenário. “O lixo irritava-me muito e, como tal, decidi que tinha de o começar a apanhar”, explica. Kleyn começou então a acordar meia hora mais cedo todos os dias até apanhar o lixo todo. “Levou-me apenas 30 minutos para encher um saco com lixo, mas um único saco não fazia grande diferença numa área tão poluída como aquela”. Foi então que decidiu prolongar a sua demanda até todo o lixo ser apanhado. “Comprometi-me a encher um saco com lixo todos os dias quando passasse pelo local”, revela.

Num dos dias, Kleyn contou com a ajuda de um amigo, mas foram poucas as pessoas que pararam e o congratularam pela iniciativa. Mas a verdade é que depois da limpeza daquela parte da margem um galeirão-comum construiu lá o seu ninho.

Comentários (Facebook):

Deixar uma resposta