Espaço: o que ainda há por descobrir?

espaço

Apesar de já muito se saber sobre o cosmos, o conhecimento acumulado ao longo dos séculos de história da humanidade é uma ínfima parte do que há para saber. Fique aqui a conhecer alguns dos factos mais interessantes do espaço (daquilo que os cientistas já sabem, claro)

1.O afastamento da Lua – A Lua está a afastar-se gradualmente da Terra a uma taxa de 3,8 centímetros por ano. Este afastamento afecta também o movimento de rotação da Terra, que a cada 100 anos se torna mais lento em dois milissegundos.

2.Uma nuvem no espaço- Encontrar água no espaço não é das coisas mais espectáveis. Contudo, existe uma grande nuvem de vapor de água que contém 140 vezes a massa de água dos oceanos terrestres. Situada a cerca de 10 mil milhões de anos-luz da Terra, esta nuvem é, na verdade, um quasar que emite vapor de água em vez de o sugar.

3.O buraco negro mais próximo- O buraco negro mais próximo da Terra, e conhecido pelos cientistas, é o Cygnus X-1, a cerca de oito mil anos-luz da Terra. Surpreendentemente, apenas são conhecidos 14 buracos negros em todo o universo.

4.Gelo mais duro que o aço- As temperaturas em Plutão são extremamente frias, cerca de 200 graus Celsius negativos, o que não é muito surpreendente, dada a distância a que fica do Sol. O facto mais curioso é que gelo em Plutão é tão compacto devido às baixas temperaturas que se torna mais forte e duro que o aço.

5.Estrelas frias- Embora a grande maioria das estrelas produza grandes quantidades de luz e calor, as anãs castanhas não possuem massa suficiente para iniciar o processo de fusão do hidrogénio, que liberta calor e confere o brilho característico das estrelas. Uma anã castanha em particular, a WISE 1828+2650 tem uma temperatura superficial de apenas 26,6 graus Celsius.

6.Fundição no espaço- Quando se tenta juntar dois pedaços de metal na Terra é necessário recorrer ao processo de fundição, que utiliza o calor para fundir os metais. Porém, no espaço este processo ocorre naturalmente. Inicialmente, a NASA pensava que o processo era instantâneo, mas mais tarde percebeu que para que duas superfícies de metal se fundam é necessário juntá-las e pressionar durante algum tempo.

7.O arroto impossível- Arrotar é uma actividade banal para os habitantes da Terra, uma vez que os gases se separam dos líquidos e da comida no estômago. No espaço, contudo, a gravidade existente é muito lenta para que os líquidos e os gases se separem, o que torna os arrotos impossíveis.

8.Uma galáxia com várias galáxias- Como todos sabemos, o sistema solar está situado na Via Láctea. O que se calhar não sabe é que a nossa galáxia tem pelo menos 15 – possivelmente mais – pequenas galáxias satélite à sua volta. Este grupo de galáxias é conhecido como Grupo Local.

9.A pequenez do Sol- O Sol é uma estrela grande, mas não é assim tão grande quando comparada a outras estrelas do universo. A VY Canis Majoris é uma supergigante localizada a 4.900 anos-luz da Terra e possui um raio duas mil vezes superior ao raio do Sol. Se a VY Canis Majoris fosse a estrela do nosso sistema solar, todos os planetas até Saturno seriam engolidos pelo seu raio.

10.Tem medo do escuro?- Apesar dos grandes avanços feitos no campo da astronomia e astrofísica, os cientistas ainda não resolveram o mistério da matéria negra e da energia negra. Na verdade estes dois termos são utilizados para referir todos os fenómenos e corpos que a comunidade científica ainda não desvendou.

Foto: via Creative Commons

Comentários (Facebook):

Deixar uma resposta


Patrocinadores

css.php