Greenwash em forma de hotel sustentável?

Em 2009, o atelier ReardonSmith Architects propôs ao Hersham Golf Club, nos arredores de Londres, um hotel de cinco estrelas enterrado na propriedade, uma inovação mundial e que pretendia homenagear a Cintura Verde londrina com um projecto que não a alterasse radicalmente.

O projecto foi bastante falado entre 2009 e 2011, mas a proposta para a sua construção foi rejeitada pelo Elmbridge Borough Council, que referiu que o hotel iria, na verdade, pôr em causa a tal Cintura Verde, a sua abertura e carácter sustentável.

O hotel desenhado tinha 198 quartos e era completamente coberto por um telhado verde que se confundia com os campos de golfe vizinhos. Para além desta integração, a proposta incluía uma re-vegetação e reorganização dos espaços existentes, como o parque de estacionamento, o que, segundo o ateliê, deixaria o espaço mais verde do que era anterioramente.

“O nosso conceito integra o hotel, spa e estrutura para golfe numa única organização arquitectural e orgânica, abaixo e acima da terra. O design preenche as condições para um hotel de cinco estrelas, ao mesmo tempo que melhora o layout físico e atractividade visual de todo o local”, explicava o desinger do projecto, Matthew Guy.

O que as autoridades locais acharam por o oposto, porém. Desenhado sobre um pretenso manto de sustentabilidade, o hotel desvirtuava toda uma região conhecida – e reconhecida – pela sua condição natural e pouco alterada pelo homem.

Comentários (Facebook):

Deixar uma resposta