Como será a cidade sustentável do futuro?

Serão assim as cidades do futuro?

Para o arquitecto holandês Raimond de Hullu, a cidade sustentável do futuro terá árvores em vez de arranha-céus e a madeira reciclada será o material de construção mais importante. Na sua visão de cidade 100% ecológica, Hullu retirou os carros da equação urbana e acrescentou as folhagens como protecção da população contra os elementos da natureza e para conservar energia.

Nesta cidade – utópica, claro – não há sinais de linhas eléctricas, ainda que as casas sejam completamente auto-suficientes em termos de abastecimento de água e energia. Denominado OAS1S, este conceito baseia-se em quatro edifícios térreos com janelas com vidros triplos e painéis solares.

Os interiores das casas são enfeitados com salas de vidro, claraboias, grandes janelas e varandas. “Imaginem uma casa de árvore com todos os luxos modernos onde podemos viver com nada, excepto verde à nossa volta”, explicou Raimond.

“Precisamos de um conceito 100% ecológico, não apenas ao nível arquitectural, mas também urbano. Algo que seja desejável, mas também barato. O projecto OAS1S traz-nos habitações para classe média competitivas, para pessoas que não prescindem de uma grande qualidade, mas também do estilo de vida ecológico”, completou.

Raimond, que cresceu no sul rural holandês, passou a maior parte da sua juventude na praia ou floresta. “Amo a natureza e, quando o meu pai começou a construir uma casa de árvore, apaixonei-me pela arquitectura. E tenho uma grande paixão em ligar estas duas coisas”.

Comentários (Facebook):

Deixar uma resposta


Patrocinadores

css.php