Toda a cidade a viver no mesmo prédio? Em Whittier, Alaska, isso é a realidade

A cidade-prédio

Se um dia teremos 80% da população global a viver em cidades, a grande maioria em prédios de habitação, então Whittier, no Alaska, pode ser uma espécie de bolsa de experiências, sociológicas e não só. Isto porque quase a totalidade dos seus habitantes vivem no Begich Tower, um prédio de 14 andares construído pelo Exército norte-americano em 1952.

Com a saída do exército da cidade, quase todos os seus 218 habitantes se mudaram para o edifício, que alberga ainda uma estação de polícia, escola, posto dos correios, um parque infantil, duas lojas, uma pensão, uma lavandaria e uma igreja, na cave.

Com 635 centímetros de neve anuais, a cidade não só é remota como os acessos são perigosos – para lá chegar, todos os visitantes e habitantes têm de guiar durante quatro quilómetros por um túnel com apenas um sentido – cuja direcção alterna a cada meia hora, e apenas funciona das 5h30 às 23h.

A cidade encontra-se rodeada por montanhas e o mar. “Esta comunidade é muito interessante, uma vez que todos vivem numa única torre”, explicou a cineasta Mary Katzke, nascida na vizinha cidade de Anchorage. E se no Inverno Whittier se mantém silenciosa, o Verão é outra história, com cerca de 900.000 turistas a chegarem à cidade, sobretudo, através de navios.

Comentários (Facebook):

Deixar uma resposta


Patrocinadores

css.php