A varanda portátil das cidades

À medida que o espaço nas cidades – sobretudo nas grandes metrópoles como Londres, Nova Iorque ou São Paulo – se torna mais escasso, ele é mais procurado pelos seus cidadãos e, claro, por um preço maior.

Foi este o racional por trás da ideia do designer alemão Goetz Schrader em desenhar uma varanda portátil que pode reunir um grupo de amigos para uma festa. Eles podem aproveitar o espaço para apreciar o pôr-do-Sol ou, simplesmente, para pôr a conversa em dia num cenário diferente.

Segundo Schrader, a varanda pode ser arrendada por períodos de tempo e é ideal para as cidades ou, eventualmente, zonas balneares.

A estrutura da varanda é semelhante a um elevador utilizado na construção civil, sendo que as pessoas podem subir para ela facilmente e, depois, serem içadas até ao primeiro andar de um edifício.

A varanda pode ter mobília, jogos, luzes e bebidas e, ainda que esteja numa fase inicial de desenvolvimento, já existe um plano para a colocar nas zonas urbanas. “Para que o design seja eficiente, a varanda deverá ser patrocinada, idealmente, por uma cidade. Acho que este design deverá ser visto como uma instalação recreativa para as cidades superpopulosas”, explica Schrade.

“À medida que o tamanho dos espaços para viver diminui – um exemplo é a privatização de alguns parques de Londres – esta ideia pode contrabalançar com esses desenvolvimentos”, concluiu.

Comentários (Facebook):

Deixar uma resposta