O eco-resort paradisíaco das Caraíbas

As Caraíbas são um dos principais destinos de férias global, mas a sustentabilidade não é propriamente uma das preocupações dos operadores turísticos. Uma das excepções é este eco-resort situado na ilha de Bequia, em São Vicente e Granadinas.

Chamado Moonhole, o resort tem cinco habitações e fica situado debaixo de um arco vulcânico. As casas de pedra foram construídas pelo casal tom e Gladdie Johnston, nos anos 60, ainda que apenas cinco das 17 desenvolvidas originalmente ainda permaneçam habitáveis.

O resort tem uma localização privilegiada para o mar caribenho e um staff de 12 membros disponíveis para lhe dar umas férias de sonho – incluindo um cozinheiro e uma governanta.

As casas utilizam apenas materiais locais e têm ainda um terraço onde os visitantes podem relaxar depois de um dia preenchido com actividades náuticas. Segundo o Mail Online, o resort recolhe e reutiliza a água das chuvas e garante a sua electricidade através de energia eólica e solar. Um verdadeiro paraíso ecológico.

No final dos anos 50, Tom e Gladdie Johnston decidiram deixar a sua vida atarefada no negócio da publicidade e passar a gerir um hotel em Bequia. Quando repararam no arco magnífico onde hoje fica situado o Moonhole, eles apaixonaram-se imediatamente pelo local e começaram a planear a construção de uma casa de férias ecológica.

O casal contratou pedreiros de uma aldeia próxima e, sem qualquer formação em arquitectura, começaram a definir uma estrutura para a habitação, muito à base do processo “tentativa e erro”.

Os quartos foram construídos à volta das árvores – em vez de as cortar – e a casa de fadas foi crescendo aos poucos e poucos. Em 1964, a primeira de 16 casas foi terminada e os Johnston mudaram-se para o local.

Com a morte de Tom, em 2001, as casas começaram a deteriorar-se e onze acabaram por ser vendidas. As cinco que sobraram fazem parte do Moonhole Trust e custam €1.400 por semana.

Comentários (Facebook):

Deixar uma resposta