sustentabilidade

A iniciativa nacional de referência para o reconhecimento das boas práticas em projectos que promovam o desenvolvimento sustentável – Green Project Awards (GPA), iniciativa da Agência Portuguesa do Ambiente, GCI e Quercus ANCN – abriu ontem as candidaturas para a 10ª Edição. Um número simbólico, que será celebrado com várias novidades.

Ao fim de nove anos a premiar a sustentabilidade em Portugal, o GPA apresenta novas categorias, prémios especiais e um ciclo de conferências de âmbito nacional. Referência da sustentabilidade em Portugal, o GPA tem o apoio dos Ministérios da Agricultura, do Ambiente, da Economia, da Educação e do Mar, da Presidência da República, da Comissão Europeia e da CPLP.

Agricultura, Cidades e Mobilidade Sustentáveis, Gestão Eficiente de Recursos, Indústria 4.0 – Transformação Digital, Iniciativa Jovem, Iniciativa de Mobilização, Investigação & Desenvolvimento, Mar e Turismo são as categorias que fazem a décima edição do GPA. As candidaturas serão avaliadas pelo impacte do projecto, produto, iniciativa ou serviço nos pilares da sustentabilidade ambiental, económica e social.

Em 2017 serão também atribuídos cinco Prémios, nomeadamente, o Prémio Investigação e Desenvolvimento Sustentável GPA – Jerónimo Martins, o Prémio Inovação Social GPA – Sociedade Ponto Verde, o Prémio Cooperação Internacional de Negócios e o Prémio Carreira pela Sustentabilidade, sendo este último atribuído no âmbito da 10ª Edição.

Podem concorrer ao GPA empresas, Organizações Não Governamentais, estabelecimentos de ensino, centros de investigação, entidades públicas e/ou municipais, associações, investigadores e outros cidadãos a título individual com projetos, iniciativas, produtos ou serviços, que visem o desenvolvimento sustentável e que tenham sido implementados ou disponibilizados em Portugal nos últimos três anos.

Desde 2008, a iniciativa já recebeu mais de 1200 candidaturas e distinguiu mais de 120 projectos, criando um movimento de desenvolvimento sustentável, mobilizando a sociedade civil, incluindo os jovens, e as empresas em torno da agenda da sustentabilidade.

Foto: via Creative Commons 

Comentários (Facebook):

Deixar uma resposta