Mais um subúrbio zombie

Durante o boom do imobiliário, milhares de casas, urbanizações, equipamentos urbanos e estradas foram construídas nos Estados Unidos, sobretudo nos subúrbios. A partir de 2007, com a crise e recessão, grande parte dos projectos ficou em stand-by, deixando centenas de subúrbios em estado “zombie” – dariam bons cenários para a série The Walking Dead.

A jornalista Alana Semuels investigou o fenómeno em Stockton, uma pequena cidade da Califórnia, e as conclusões foram chocantes. Quem se mudou antes da recessão vive agora num subúrbio vazio, com casas por concluir, mini-lixeiras em frente ao relvado e animais selvagens a vaguear pelo lixo.

“É horrível”, explicou ao City Lab Janeen Milhorn, que se mudou com o marido para uma moradia de quatro quartos, em 2004, numa destas urbanizações zombie. À sua volta não existe só vazio e animais selvagens. À noite, há corridas ilegais de carros e motos. “Um deles teve um acidente a meio da noite e começou a gritar”, recordou Milhorn.

Ao longo dos Estados Unidos existem centenas de subdivisões zombies como esta, como lhe chama Alana Semuels. Muitos dos lotes vazios causaram fogos e inundações, o que acaba por baixar o valor das outras habitações. Por outro lado, também a cidade perde dinheiro, uma vez que tem de financiar a segurança dos locais, limpeza das ruas ou acesso a água potável e electricidade.

Segundo o City Lab, é incerto o que acontecerá a estas subdivisões zombies assim que a economia recupere. Algumas serão completadas, mas outras continuarão vazias durante longos anos – talvez durante esta geração envelhecer.

Veja algumas das fotos de Alana em Stockton, Califórnia.

Comentários (Facebook):

Deixar uma resposta