odezhda dlya sobak mylovelypet.ru magazin odezhdy dlya sobak, kupit osheynik anti lay mozhno tut - osheynik-anti-lay

Tag Archive | "marrocos"

Túnel ferroviário submarino entre Espanha e Marrocos aprovado pela ONU


O Conselho Económico e Social das Nações Unidas (ECOSOC) está a ponderar concretizar um antigo plano com 30 anos para a construção de uma ligação ferroviária submarina entre Marrocos e Espanha. Anteriormente abandonado por razões económicas, o projecto iria fornecer um elo crucial entre a Europa e o Norte de África.

O ECOSOC reuniu recentemente em Genebra para discutir esta e outras iniciativas – o túnel submarino com duas vias foi apontado por adeptos africanos e europeus como sendo uma vantagem económica, e até mesmo social, para ambos os continentes.

A Europa, fragilizada pela crise e pelas medidas de austeridade, poderia assim penetrar e impulsionar o mercado africano. Marrocos, mais do que qualquer outra nação norte-africana, tem feito grandes esforços para tornar o país favorável a investidores internacionais – este seria claramente mais um passo nesse sentido.

Já estão em andamento projectos de desenvolvimento arquitectónico, infra-estrutural e energético no país, embora nem sempre em prol da população rural – o projecto de transporte avaliado em €10 mil milhões (R$ 29 mil milhões) iria dar continuidade a esse impulso de progresso.

O túnel debaixo de água ligaria Punta Paloma, no sul da Espanha, ao Cabo Malabata, que fica a nordeste de Tânger, informa o Green Prophet.

No final da reunião anual, o ECOSOC elaborou uma convocatória aos Secretários Executivos das Comissões Económicas para a África e a Europa para que explorem o projecto. Se este avançar, a obra poderá estar concluída em 2025.

Publicado em Transportes PúblicosComments (0)

Parlamento Europeu vai liberalizar comércio de frutas e vegetais com Marrocos


A comissão parlamentar do Comércio Internacional, presidida pelo eurodeputado português Vital Moreira, recomendou ao Parlamento Europeu que aprove um acordo que liberaliza o comércio de produtos agrícolas e da pesca entre a União Europeia e Marrocos.

Esta proposta permitirá a Marrocos liberalizar imediatamente 45% (em valor) das importações provenientes da UE e 70% em dez anos, enquanto, da parte comunitária, as importações de Marrocos serão liberalizadas em 55%. Segundo o Agro Notícias, o acordo prevê ainda um aumento das concessões no domínio das frutas e produtos hortícolas, sector em que os produtos marroquinos constituem 80% das importações na UE.

Os sectores das frutas e produtos hortícolas e das conservas da UE serão inteiramente liberalizados dentro de dez anos, com excepção de vagens, amêndoas doces, maçãs e concentrado de tomate (produtos para os quais foram negociados contingentes pautais).

Os produtos lácteos da UE também terão o seu acesso ao mercado marroquino completamente liberalizado, com excepção do leite líquido e do leite inteiro em pó. Serão ainda liberalizados as oleaginosas e os cereais (com excepção do trigo mole, do trigo duro e dos respectivos derivados).

Em relação aos produtos mais sensíveis, que não são objecto de liberalização completa, como carnes, charcutaria, trigo, azeite, maçãs e concentrado de tomate, as condições de acesso ao mercado marroquino deverão ser melhoradas, sob a forma de contingentes pautais.

Do lado da UE, o acordo visa responder à abertura consentida por Marrocos, liberalizando imediatamente 55% das importações provenientes deste país.

No que diz respeito à importação dos produtos marroquinos mais sensíveis para o mercado da UE (tomates, morangos, aboborinhas, pepinos, alho e clementinas), a liberalização não será total, mas serão aumentadas as quotas de taxa reduzida, enquanto que os calendários de produção serão mantidos.

O acordo contou com a oposição do eurodeputado francês José Bové, dos Verdes, que se opõe à aprovação deste acordo por motivos económicos, ambientais e políticos.

Publicado em Portugal, Segurança AlimentarComments (0)

Recomendações

Blogroll