Em Norilsk, na Rússia, 175.000 pessoas desafiam as difíceis condições climatéricas e vivem o seu dia-a-dia cercado pelo frio extremo.
CONTINUAR A LER